10/08/2017 - 08:13

Governo do Estado se contradiz com informações sobre transporte escolar

O valor era cobrado através da quilometragem rodada.

Autor: Marcelo Rocha

A Coordenadoria de Comunicação (CCOM) do Governo do Piauí divulgou uma nota sobre o Programa de Transporte Escolar realizado pela Secretaria Estadual de Educação (SEDUC). Na nota da CCOM, é informado que o trabalho de transportar os estudantes, tanto na capital como no interior, soma mais de 122 mil Km rodados por dia, e que “é realizado por meio de uma licitação feita ainda no governo anterior que continua vigente até este ano”.

Porém, o controlador-geral do Estado do Piauí, Nuno Bernardes, informou que o Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), realizou uma licitação para transporte escolar em setembro de 2015. Essa informação contradiz o que foi divulgado pela Coordenação de Comunicação do governo estadual.

Os contratos feitos para transportar os alunos da rede estadual de ensino, segundo o responsável pela Controladoria Geral do Estado, foram firmados já na gestão de Wellington Dias. Nuno Bernardes informou que no ano de 2011 foi realizada a primeira licitação de transporte escolar com o valor cobrado por quilômetro rodado.

Em setembro de 2015, o governo estadual realizou outra licitação para contratar empresas para transportar os estudantes da rede estadual de ensino. Esta licitação mantinha o mesmo modelo da licitação de 2011. O valor era cobrado através da quilometragem rodada. E o pregão presencial.

“Foi feito uma licitação em 2015. Agora, a metodologia de remunerar com base no quilômetro percorrido, isso ocorre desde 2011. E em 2015 foi feito um procedimento licitatório também mantendo essa mesma metodologia. E agora foi feita a nova licitação. Inclusive a nova licitação é com pregão eletrônico. Ou seja, as empresas de qualquer lugar do país podem concorrer. As outras licitações, salve engano, foram pregões presenciais”, informou o controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes.


Fonte: Diário do Povo